Wave

Esse ano radicalizamos na linha de Sup Surfe. Nossa equipe testou diversas combinações de curva de fundo e afinamento (foi) das pranchas, chegando a um modelo bem progressivo e radical, numa linha especial para ondas brasileiras. Esse modelo anda como uma pranchinha de surf!

Os tamanhos vão de 7’10 à 8’10 e de 26 à 30 de largura, dependendo do perfil do atleta.

Estreitamos o bico e o meio, e em alguns modelos colocamos um "wing" acima das quilhas, com o intuito de estreitar ainda mais a rabeta, facilitando a troca de bordas e a resposta rápida na manobra.

Diminuímos a espessura do meio da prancha, deixando algum volume nas bordas para que a prancha fique com boa estabilidade, já que está mais estreita.

Mas a maior revolução veio com a colocação de concaves acentuados no fundo da prancha, mudando a relação da curvatura onde combinamos uma prancha com pouca curvatura no fundo, porém com uma curva bem intensa nas bordas, tornando assim a prancha muito veloz, com muita projeção e bem solta ao mesmo tempo.

Uma outra conseqüência desse novo fundo, foi que os concaves deram muito mais estabilidade, possibilitando deixar a prancha mais estreita.

No mais, é ir para dentro d’água e conferir a performance!

No mais é ir para dentro dágua e conferir a performance!

Nível
Intermediário
Avançado
Rabetas
Quilhas
Medidas
Tam: 7'6 a 8'10
Largura: 26 a 30
Espessura: 4 1/4 a 4 1/2”














Bezinho treinando na Barra



no Hawaii...



... e botando para dentro.



Renato Phebo botando a prancha (a branca com azul do alto da página) no pé.



Hotsticks dominando o campeonato na Barra. Na foto Bezinho Otero, Victor Vasconcellos e Renato Phebo